.

Luiz Eugênio Fernandes Reche, nosso Mentor Espiritual Luizinho


Luiz Eugênio Fernandes Reche, nosso Mentor Espiritual Luizinho
Nasceu em 18 de Maio de 1964 e desencarnou em 20 de Janeiro de 1972 em Nova Itanhaem, litoral Sul do Estado de São Paulo.

Espírito preparado para sua curta jornada terrena foi criança dócil e meiga tendo cursado apenas a 1ª série do 1º Grau. Havia sido promovido à 2ª série quando se deu seu desencarne, aos oito anos de idade.

Nossa Casa “A Caminho da Luz” surgiu três anos após a volta de Luizinho ao plano espiritual.

Aproximadamente quatro meses após seu retorno à vida espiritual, nosso Mentor iniciou a preparação desta obra, trazendo sua primeira poesia. Foi de esclarecimento sobre o fato que surpreendeu a todos quando de sua desencarnação. Deixava claro que ele esteve entre nós como elo de ligação entre as pessoas que haveriam de fundar esta Casa e também libertar-se dos oito anos que trazia “pendentes” dentro da lei de Causa e Efeito.

Esta “pendência” envolvia evidentemente reajustes dos pais e dos familiares, os quais caminhando juntos por muitas encarnações traziam em seus espíritos resgates oriundos de vidas passadas.

Nosso amado Mentor devia este “saldo de existência terrena” há séculos desde quando foi Capitão da Real Armada Inglesa. Na ocasião era afoito e impetuoso e para servir à coroa não titubeava em por em risco, a sua e as vidas de seus comandados.

Foram anos de trajetória aflitiva que proporcionou a seus marinheiros, até que em jornada perigosa, não teve o cuidado nem o respeito pelas preciosas vidas a seu comando, em nome da coroa expôs-se com desatino aos perigos do mar.

A frota soçobrou e todos os seus marinheiros sucumbiram no mar. Isto se deu há mais de quatro séculos atrás.

Nosso amado Luizinho teve várias encarnações como poeta, escritor, nobre, médico e finalmente como criança estudiosa e alegre, quando desencarnou novamente no mar; agora porém resgatando valorosamente seu débito para com a Lei de Causa e Efeito.

Como nobre, na Itália, filho de pais orgulhosos muito sofreu em desejar auxiliar seus semelhantes e ser barrado pela posição de riqueza em que seus pais se encontravam.

Mesmo assim, muito batalhou e realizou pelos desafortunados, o que lhe custou grandes dores e desprezo familiar.

Conforme seu relato, os seus pais nesta última encarnação foram aqueles mesmos espíritos que em Florença formaram pequena família. Só que naquela ocasião não enxergaram a grandeza daquele espírito que lá procurava desenvolver os sentimentos do amor e da caridade.

Como a Lei Divina é sábia justa esses mesmos espíritos se reuniram novamente, por oito anos, agora em outro momento, onde o amor já imperava em seus corações, promovendo o reencontro tão especial.

Como médico no Rio de Janeiro, nosso Luizinho não logrou o seu intento que era o de salvar vidas. No sublime processo da Lei de Ação e Reação, ele muito se esforçou para obter o seu diploma, porém no dia da realização de seu sonho desencarnou em acidente.

Mais uma vez é a lei auxiliando na compreensão dos fatos.

Se ao entendermos a bênção da vida pudermos valorizar também a sua importância, teremos ressarcido nossos débitos.

Outras caminhadas aconteceram e hoje nosso Luizinho pôde finalmente concretizar na Terra uma obra de socorro espiritual e social como esta.

Quando ele retorna ao plano espiritual já encontra plasmada a nossa Casa. Sua meta então seria “trazê-la” para a Terra. As intuições, os sonhos, as mensagens, os poemas. Estes recursos foram utilizados para que surgisse o ”A Caminho da Luz”.

Finalmente, na madrugada do dia 13 de Agosto de 1975 nos trouxe ele, o convite-intimação: – Minha irmã o momento é chegado, vamos arregaçar as mangas, é preciso fundar nossa Casa na Terra, onde procuraremos nos redimir do passado de erros e desacertos.

Mal clareou o dia, e nos dirigimos á residência de nossa cunhada Magdalena, que nesta encarnação é a mãe de nosso Luizinho. A ansiedade era tanta que mal podíamos esperar pela sua opinião.

O objetivo, intimamente já era sentido por toda a família a qual “registrava ” no seu coração que um dia isto aconteceria.

O elo de amor já existia pois o reencontro do grupo se deu em 1963 quando conhecemos Gabriel que é o tio de Luizinho, o qual reencarnou em Maio de 1964, iniciando assim o “processo de união” de todo o grupo familiar que haveria de concretizar este núcleo de trabalho e de bênção.

Nós passamos a integrar a família em 02 de Setembro de 1967 quando Luizinho contava aproximadamente 3 anos e meio e desde o início de sua vida trazia imensa afinidade conosco.

Desde a madrugada em que o aviso fora dado iniciamos o trabalho para a fundação do Centro. O convite aos fundadores (em número de 13), a escolha do nome e do local, sendo que este último nos preocupou de início. Porém, naquela mesma semana, desocupou um pequeno imóvel à Praça Butiá, aqui mesmo no Bairro da Água Rasa, o qual foi alugado imediatamente e, no dia 04 de Outubro de 1975, pudemos, junto ao Luizinho e toda a equipe espiritual que compõe nossa Casa inaugurar nosso Centro ”A Caminho da Luz” inicialmente com atendimento às segundas e quartas-feiras à noite onde contávamos com 24 cadeiras em nosso “salão principal”. Nossas atividades eram:

2ª feira Orientação, palestra, passes e evangelização infantil

4ª feira Assistência Espiritual.

Podemos perceber que a Evangelização Infantil foi meta prioritária, abrindo campo para os futuros atendimentos às crianças, em todo o seguimento que trabalhamos hoje.

Luizinho foi nos trazendo aos poucos as demais incumbências, para não nos assustar A última é a Escola Profissionalizante que ele já nos disse ser o laço que vai unir desde as Creches, o Centro de Juventude, o Atendimento à Família, o Recanto do Idoso.

Ele se apresenta algumas vezes como hindu, pois nos trabalhos de cura age dentro da corrente indiana. Algumas pessoas o vêem desta forma.

Graças a ele hoje podemos levar a 2.088 crianças, 160 idosos, 1.000 jovens em qualificação profissional e 600 atendimentos psicológicos/mês, o pão material de cada dia.

E, através do ”A Caminho da Luz” podemos levar o pão espiritual a centenas de corações, diariamente, através das inúmeras atividades que esta casa bendita desenvolve em todos os dias da semana, em vários horários.

Jesus abençoe e ilumine sempre nosso Mentor Luizinho.